quarta-feira, 3 de abril de 2013

Arvores Nativas e Mudas Nativas de Abricó de Macaco

ABRICÓ DE MACACO (Couroupita guianensis)

Ocorrência  região amazônica, desde a Costa Rica, Panamá, Colombia, Venezuela, nas Guianas até o Brasil.
Outros nomes - castanha-de-macaco, cuia-de-macaco, árvore-de-macaco, cuiarana, amêndoa-dos-andes, macacarecuia, curupita, cannonball tree.
Características  árvore heliófita, decídua, ou seja, perde as folhas totalmente numa estação do ano, de grande porte de 8 a 35 m de altura com tronco de 30 a 50 cm de diâmetro. É cultivada com sucesso no Centro-Sul do Brasil, desenvolvendo-se bem em terrenos secos. O florescimento é um belo espetáculo ocorendo durante longo período do ano. O tronco da árvore fica repleto de flores de cor vermelha e branca e perfumadas. Possui ramos acinzentados, com cicatrizes foliares na forma de calos. Folhas alternas, simples, espiraladas, de até 20 cm de comprimento com margens serrilhadas, agrupadas nas extremidades dos ramos, glabras, verde-escuro e brilhante na face superior, pecíolo curto e aveludado. Inflorescências complexas, densas, longas, revestindo todo o tronco até as ramificações superiores. Flores de 5 a 6 cm de diâmetro, amarelas tingidas de vermelho extrenamente, carnosas, muito atraentes, com órgãos reprodutivos expostos, muito perfumadas, que atraem agentes polinizadores os quais se alimentam do néctar. Desenvolvem-se em racemos compridos de 1 a 2 m que saem direto do tronco, até mesmo próximo ao chão. As pétalas grossas possuem uma borda na base de quase 1 centímetro de espessura, exalando um perfume  suave que  lembra  o  cheiro  de  rosas. O fruto é uma cápsula
abricó de macaco
grande e pesada, globosa do tipo pixídio, acastanhado, com
cerca de 20 cm de diâmetro e 3 Kg de peso, provido de
seis protuberâncias leves no ápice com polpa azulada e
sementes pequenas, pretas e comestíveis. A espécie é de
crescimento rápido e pode alcançar 3,5 metros em dois anos.
É muito suscetível à geadas.
Habitat - ocorre naturalmente nas margens inundáveis dos rios e
em terrenos brejosos.
Propagação  sementes
Madeira  parda clara, macia, leve e pouco durável.
Utilidade  o uso para paisagismo é muito difundido.
Nesse caso, o inconveniente é o peso dos frutos, que podem
causar acidentes quando caem no chão, tornando-os uma
ameaça aos transeuntes e carros estacionados nas proximidades,
e o cheiro forte que exalam quando abertos.
A madeira pode ser empregada apenas na fabricação de pequenos
artefatos como embalagens leves, folhas faqueadas, para compensados,
brinquedos, artefatos leves, etc.
As sementes são comestíveis e muito procuradas por por macacos e
pequenos roedores e a casca fornece fibras usadas para a produção
de cordoalha rústica.
O óleo essencial (perfume) das flores é utilizado em perfumaria.
Os frutos são considerados comestíveis e apreciados por porcos
selvagens e, desprovidos da polpa, são utilizados como utensílios
domésticos, principalmente como cuia ou recipiente.
A árvore é frondosa e proporciona ótima sombra apesar de sua c
opa estreita, porém densa.
Florescimento  setembro a março
Frutificação - dezembro a março
Fonte:http://www.vivaterra.org.br/arvores_nativas.htm#abricodemacaco

Nenhum comentário:

Postar um comentário