domingo, 7 de abril de 2013

Espécies de árvores nativas de SP serão catalogadas em banco de dados

A foto acima não faz parte da reportagem da folha são mudas nativas do
Viveiro de Mudas Nativas Floresta


da Folha Online

Um banco de dados reunirá todas as espécies de árvores nativas de São Paulo e o registro exato de onde elas estão presentes. O projeto "Atlas Eletrônico Arbóreo", já em execução, deve ser concluído em dois anos. 

Com base nessas informações, será possível desenvolver políticas públicas para a recuperação de áreas degradadas e reflorestamento com espécies corretas para cada região. 

Essa parte de análise e execução de projetos envolve pesquisadores do Instituto de Botânica , Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" (USP), empresas brasileiras e multinacionais, além de prefeituras paulistas. O Atlas está sendo desenvolvido em parceria pelo Instituto de Botânica e empresa de tecnologia Atech. 

Na primeira fase do projeto, os especialistas reunirão em um banco de dados informações das entidades e pesquisadores envolvidos. "Precisamos entender as diferentes demandas entre os pesquisadores que desenvolvem o projeto e os usuários que o utilizarão no futuro", diz o coordenador do projeto na Atech, Walter Nogueira Pizzo.

Em um segundo momento, serão feitas análises científicas e monitoramento das áreas replantadas. Um dos objetivos do projeto é identificar o maior número possível das espécies de árvores nativas da região, registrá-las em catálogo, fazer a coleta de sementes e a produção de mudas nos viveiros estaduais. 

No futuro, a produção destas mudas poderá trazer resultados para a economia. "Poderemos, além de cuidar da preservação das espécies, abrir novas frentes de trabalho com a produção e comercialização das mudas", afirma a pesquisadora e vice-diretora geral do Instituto de Botânica, Adriana Potomati. 

Hoje há 589 espécies nativas do Estado catalogadas. A expectativa é que o Atlas registre aproximadamente 3.000 espécies de árvores na região. Fonte:http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u12768.shtml

Nenhum comentário:

Postar um comentário